×
Grupo no Whatsapp 〰 Interior Geek ( おたく ) ?

Nome do grupo para WhatsApp:

〰 Interior Geek ( おたく ) ?

Categoria do link de grupo para WhatsApp:

Animes

Infomações do grupo para WhatsApp:

Link de Grupo no WhatsApp postado em 09/03/2019;
87 visualizações;
Pontuação de 100pontos.

Descrição do grupo para WhatsApp:

Grupo voltado para fãs de animes e cultura oriental em geral

Grupos para WhatsApp App Baixar

Grupos no WhatsApp relacionados:

[Recrutamento DB]

[Recrutamento DB]

*?•••☆༆⃟᠁? ⋆⃟ۣۜ᭪➣??༻⃟༆☆•••?* ?? _**_ ?? ㊙ *⚔Bem vindos ao universo dragon ball RPG baseado todo no anime,haverá torneio de artes marciais,lutas amistosas 2 universos cheio de aventuras e muitas missões para ganhar seu dinheiro e comprar itens desde comun ao lendário através da loja escolham seus personagens e vamos a Batalha⚔* ?? *__* ?? ?? _**_ ?? *?•••☆༆⃟᠁? ⋆⃟ۣۜ᭪➣??༻⃟༆☆•••?*

?VILA OCULTA DOS OTAKUS?

?VILA OCULTA DOS OTAKUS?

Um grupo para otakus se conhecerem, zoeira 24h

ANIMES ⓦ愛

ANIMES ⓦ愛

Animes

Animes ❤❤

Animes ❤❤

Namoro ou amizade

Anime Zone

Anime Zone

Grupo focado em compartilhamento de animes e mangás para pessoas que realmente tem interesse, estamos sempre dispostos a ajudar caso tenha algum pedido, vale ressaltar que é proibido qualquer tipo de conteúdo adulto ou algum tipo de divulgação sem autorização além da ofensa à outros membros.

ⓐⓡⓠⓤⓘⓥⓐⓓⓞ

ⓐⓡⓠⓤⓘⓥⓐⓓⓞ

Animes :v

Últimas nóticias

Fonte: Logo do G1
Candidato é flagrado fraudando concurso público em Barcarena, no PA
O homem estava com um telefone celular entre as pernas recebendo o gabarito da prova, segundo a Polícia. Um candidato de um concurso público foi flagrado fraudando um concurso público para o cargo de agente municipal de endemias em Barcarena, nordeste do Pará. Segundo a Polícia Civil, o homem estava com um telefone celular entre as pernas recebendo o gabarito da prova. O suspeito foi apresentado na delegacia, onde foi autuado pela prática de fraude em concurso público. De acordo com a Polícia, foi arbitrada fiança de um salário mínimo, que ainda não foi recolhida. O G1 entrou contato com a assessoria da prefeitura de Barcarena e aguarda retorno.
Trabalhador procura polícia para denunciar trabalho escravo em carvoaria no interior de MS
Trabalhador denunciou que ficava em um acampamento sem energia elétrica e recebia água escura para beber e cozinhar. De acordo com o MPT, o próximo procedimento será instaurar um inquérito. Um trabalhador registrou nesta terça-feira (16) em Bela Vista (MS), um boletim de ocorrência denunciando que trabalhava em condições precárias em uma carvoaria em uma fazenda do município. A vítima disse que foi contratada para trabalhar como operador de motosserra. O trabalhador disse que no local, ele e outras pessoas ficavam em um acampamento sem energia elétrica e que recebiam uma água escura pra beber e para cozinhar, não tinham jornada de trabalho definida e que o empregador até comprava alimentos e gasolina, mas descontava nos salários. Ainda segundo a denúncia, há 90 dias ele não recebia pelo serviço. Ele disse que todos estavam isolados no local e para registrar a ocorrência, teria fugido a pé. De acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), essa é uma situação análoga à escravidão. O procurador do trabalho Jeferson Pereira disse que o procedimento seguinte deve ser instaurar um inquérito. “Quando um trabalhador é submetido a condições degradantes, tanto a própria parte pode comunicar como o próprio órgão policial, que recebeu o boletim de ocorrência, pode encaminhar para o Ministério público para que seja instaurado um procedimento investigatório a fim de verificar essa irregularidade e tomar as providências", explicou.
Duas vítimas de explosão dentro de casa em Teresópolis são transferidas para hospital no RJ
Acidente aconteceu na tarde de segunda-feira (15). Uma mulher e um homem tiveram mais de 40% dos corpos queimados e foram levados para unidade em Nilópolis. Outras duas vítimas continuam no HCT. Duas vítimas de uma explosão dentro de casa em Teresópolis, na Região Serrana, foram transferidas na tarde desta terça-feira (16) para o Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Estadual Vereador Melchiades Calazans, em Nilópolis, no Rio. O acidente aconteceu na tarde de segunda-feira (15) no bairro Barra do Imbuí, no momento do abastecimento de um "réchaud", utensílio utilizado para manter a comida aquecida, com álcool. Segundo os bombeiros, eram preparadas quentinhas na casa. De acordo com informações do Hospital das Clínicas de Teresópolis (HCT), para onde as vítimas foram levadas na tarde de segunda-feira (15), um homem teve 45% do corpo atingido pelo fogo. Ele ficou sedado e em ventilação mecânica. A vítima já foi encaminhada para o hospital do Rio. Uma mulher, que deu entrada na unidade com queimadura em 43% da superfície corpórea, estava com a respiração ambiente e auxílio de macro ventilação, realizando analgesia, segundo o HCT. Ela seguia estável e também foi transferida para o hospital do Estado. Outras duas vítimas continuam no Hospital das Clínicas de Teresópolis (HCT). Uma delas está aguardando a transferência via regulação estadual. Segundo a unidade saúde, a paciente está sedada e em ventilação mecânica. A vítima teve queimadura em 39% da superfície corpórea. De acordo com o hospital, apesar da gravidade, a paciente está estável. Outra mulher que ficou ferida no acidente continua internada no HCT. De acordo com a unidade, ela teve queimadura em 18% do corpo, está estável, realizando curativo no centro cirúrgico e analgesia. Veja outras notícias da região no G1 Região Serrana.
Mulher é torturada pelo companheiro em Cláudio; autor foi preso em flagrante
Suspeita é que as agressões começaram de madrugada e terminaram pela manhã, após a vítima ter conseguido fugir do local. Uma mulher de 37 anos foi torturada pelo companheiro durante a madrugada do último domingo (14) em Cláudio. O fato foi confirmado ao G1 e à equipe do MG2 pela Polícia Militar (PM) nesta terça-feira (16). Conforme os militares, o companheiro dela, um jovem de 29 anos, foi preso em flagrante suspeito de tentativa de homicídio e levado para a Delegacia Regional em Divinópolis. De acordo com a PM, a mulher relatou que as agressões teriam começado por volta das 1h30 de domingo e só foram encerradas às 6h30, após ela conseguir fugir do local. A PM informou que a vítima foi atingida por facadas, teve um copo quebrado na cabeça e teve a cabeça jogada contra a parede. Segundo a PM, após conseguir fugir do local, a vítima foi para a casa da irmã e depois levada à Santa Casa em estado grave. O jovem foi preso na casa do casal que, conforme a PM, continha sangue da vítima. A reportagem não conseguiu o nome da vítima, por isso não foi possível apurar junto à Santa Casa o estado de saúde da mulher.
MEC pretende criar projeto de lei para facilitar a captação e a gestão de recursos pelas universidades federais
Segundo reitores presentes em reunião com representantes do MEC, programa "Future-se" será submetido a consulta pública até 31 de julho. O Ministério da Educação afirmou na tarde desta terça-feira (16), em reunião com reitores das universidades federais, que o programa batizado de Future-se prevê a criação de um projeto de lei com uma série de medidas de eficiência de gestão das instituições de ensino superior, como a implantação de um modelo de organizações sociais (OS) para os serviços já terceirizados de manutenção, limpeza e vigilância, e a criação de um novo fundo para financiar as universidades e institutos. As medidas, porém, são ainda uma proposta preliminar do governo, a ser apresentada à população em uma consulta pública a partir desta quarta (17), que ficará aberta até 31 de julho. As informações sobre a apresentação são de docentes presentes na reunião em Brasília, representando universidades federais. Segundo os participantes, todas as universidades receberam convite para participar do encontro, que começou às 16h com a presença de Arnaldo Barbosa de Lima Junior, secretário de Educação Superior (Sesu). O ministro Abraham Weintraub participou de alguns momentos da reunião, na qual slides foram apresentados aos reitores, pró-reitores e demais representantes. O G1 procurou o Ministério da Educação no início da noite desta terça para confirmar as informações, mas não recebeu resposta até a publicação desta reportagem. Segundo as fontes ouvidas pelo G1, a proposta tem como objetivo criar um modelo para aumentar a autonomia financeira das universidades ao longo do tempo.
Advogado de Flavio Bolsonaro diz que STF cumpriu a lei ao suspender investigações
Decisão do presidente do STF, Dias Toffoli, suspendeu temporariamente todas as investigações que têm como base dados sigilosos compartilhados sem prévia autorização judicial. O advogado do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Frederick Wassef, disse nesta terça-feira (16), em Brasília, que houve uma “quebra ilegal do sigilo bancário e fiscal” do parlamentar e que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender as investigações sobre o parlamentar “nada mais é do que o cumprimento da lei”. A pedido da defesa do senador, filho do presidente Jair Bolsonar, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu temporariamente qualquer investigação baseada em dados sigilosos compartilhados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e pela Receita Federal sem autorização prévia da Justiça. O Supremo tem previsão de analisar o tema em julgamento marcado para 21 de novembro. Segundo a decisão de Toffoli, todos os processos que contêm provas obtidas pelo Fisco e pelo Coaf sem autorização judicial devem esperar decisão definitiva da Corte. “Nem o Coaf nem a Receita Federal podem compartilhar ou simplesmente fazer uma devassa na vida de qualquer cidadão brasileiro, entregar todas as informações sigilosas, bancárias e fiscais sem autorização do Poder Judiciário. Isso não existe”, disse o advogado em entrevista à TV Globo. Wassef afirmou que a determinação de Toffoli vale para casos semelhantes ao de Flávio Bolsonaro, mas negou que isso poderá atrapalhar investigações de combate à corrupção. “De forma alguma isso vai atrapalhar qualquer investigação ou vai aliviar para a corrupção”, disse. Segundo ele, “basta as autoridades que investigam cumprirem a lei e, quando entenderem que é o caso de investigar um brasileiro, que se requeira autorização ao Poder Judiciário, cumprindo as leis e respeitando o direito constitucional de todo e qualquer cidadão brasileiro”. De acordo com o advogado, o senador está "feliz" porque, segundo afirmou Wassef, está sendo tratado "como qualquer outro brasileiro. "A percepção do senador é que houve justiça e o cumprimento da lei. A decisão de hoje nada mais é do que o cumprimento da lei e a demonstração de que o direito constitucional brasileiro deve ser protegido e guardado”, disse.
Assista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição
Telejornal começa a partir das 11h. Assista ao Jornal de Rondônia 1ª Edição Telejornal começa a partir das 11h. O G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais Jornal de Rondônia 1ª edição, às 11h, e o Jornal de Rondônia 2ª edição a partir de 18h.
Assista aos telejornais da TV Bahia
Assista aos telejornais da TV Bahia
Assembleia Legislativa de MG se reúne para discutir vetos do governador à reforma do estado
Votação dos vetos do governador ao projeto pode ficar para agosto. ALMG se reúne para discutir vetos do governador à reforma do estad Os deputados da Assembleia Legislativa de Minas Gerais se reuniram nesta terça-feira (16), em Belo Horizonte, para discutir os vetos do governador Romeu Zema (Novo), à reforma administrativa do estado. A reunião em plenário foi aberta, mas logo terminou sem que os vetos do governador fossem apreciados. A votação dos vetos está travando a análise de outros projetos desde o dia 9 de julho. O governo tenta negociar apoio principalmente para manter o pagamento dos jetons, que é uma espécie de gratificação paga aos secretários por acúmulo de função em estatais. Por enquanto, nos 4 blocos da casa a situação é a seguinte: um bloco deve votar para derrubar os vetos, outro liberou os deputados para votar como quiser, na base do governo a maioria vota para manter os vetos e só o bloco liderado pelo MDB ainda não definiu como deve votar. Se não forem votados essa semana, os vetos ficam só para agosto, por causa do recesso parlamentar.
Categorias

Amizades e Bate-papo

Grupos para WhatsApp de Amizades e Bate-papo

Fã clubes e Famosos

Grupos para WhatsApp de Fã clubes e Famosos

Vagas de empregos

Grupos para WhatsApp de Vagas de empregos

Esportes

Grupos para WhatsApp de Esportes

Livros, Estudos e etc

Grupos para WhatsApp de Livros, Estudos e etc

Carros e Motos

Grupos para WhatsApp de Carros e Motos

Todo o Brasil

Grupos para WhatsApp de Todo o Brasil

Vendas e Trocas

Grupos para WhatsApp de Vendas e Trocas

Animes

Grupos para WhatsApp de Animes

LGBT+

Grupos para WhatsApp de LGBT+

Outros

Grupos para WhatsApp de Outros

Jogos

Grupos para WhatsApp de Jogos

Religioso

Grupos para WhatsApp de Religioso