×
Grupo no Whatsapp ✨∆IMPÉRIO ROCHARS∆✨

Nome do grupo para WhatsApp:

✨∆IMPÉRIO ROCHARS∆✨

Categoria do link de grupo para WhatsApp:

Fã clubes e Famosos

Infomações do grupo para WhatsApp:

Link de Grupo no WhatsApp postado em 20/03/2019;
85 visualizações;
Pontuação de 101pontos.

Descrição do grupo para WhatsApp:

Olá, esse é o Grupo de fã clube dos Irmãos Rocha, espero que goste e se divirta-se ??

Grupos para WhatsApp App Baixar

Grupos no WhatsApp relacionados:

❀⃟⸽⃟?ᴄᴏɴᴅᴏᴍɪɴɪᴏ ᴅᴇ sᴇᴜʟ᭄֒✿਼

❀⃟⸽⃟?ᴄᴏɴᴅᴏᴍɪɴɪᴏ ᴅᴇ sᴇᴜʟ᭄֒✿਼

RPG ESCOLAR-TEMA IDOL {POR FAVOR NÃO ENTRE PARA ZUAR ENTRE APENAS PARA O RPG IDOL-KPOP

⚜Monsta X⚜

⚜Monsta X⚜

Para todas Monbebe? Compartilha o link aí: Bora conhecer gente novas. *E SEM DISCUSSÃO!!* Ame a todos?

Cole sprose (fas)

Cole sprose (fas)

Fa clube do cole sprose ator em serie riverdale

Arianatrs❤

Arianatrs❤

Entrem nesse grupo, e compartilhem seus videos, fotos e músicas preferidas da Ari, e faça novas amizades

alanzoka e BRKsEDU ??

alanzoka e BRKsEDU ??

GRUPO FOCADO SOMENTE NO YOUTUBER ALANZOKA OU BRKSEDU PROIBIDO: PORNOGRAFIA SE NÃO É BAN IMEDIATO PROIBIDO: DESRESPEITAR MEMBROS E ADM DO GRUPO SE NÃO É BAN IMEDIATO

ᴋᴏɴᴀɪ❥

ᴋᴏɴᴀɪ❥

Konai

Últimas nóticias

Fonte: Logo do G1
'Daqueles governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão', diz Bolsonaro
Fala foi gravada por câmera durante conversa informal antes de café da manhã com jornalistas. Governadores do Nordeste cobram explicação, e Palácio do Planalto diz que não irá comentar. O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (19) que, "daqueles governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara". O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram "espanto e profunda indignação". A fala do presidente foi durante uma conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) assim que se sentou na mesa para dar início a um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira no Palácio do Planalto, em Brasília. A conversa foi registrada pela TV Brasil e viralizou nas redes sociais à tarde. Em resposta, governadores do Nordeste divulgaram uma carta em que cobram explicações do presidente. Eles afirmaram ter recebido "com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional". O comunicado conclui: "Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia". Os governadores do Maranhão e da Paraíba também se manifestaram nas redes sociais. "Como conheço a Constituição e as leis do Brasil, irei continuar a dialogar respeitosamente com as autoridades do governo federal e a colaborar administrativamente no que for possível. Eu respeito os princípios da legalidade e impessoalidade (artigo 37 da Constituição)", disse Flávio Dino (PC do B), do Maranhão. João Azevêdo (PSB), da Paraíba, disse condenar "qualquer postura que venha ferir os princípios básicos da unidade federativa e as relações institucionais deles decorrentes. A Paraíba e seu povo, assim como o Maranhão e os demais estados brasileiros, existem e precisam da atenção do governo federal independentemente das diferenças políticas existentes. Estaremos, neste sentido, sempre dispostos a manter as bases das relações institucionais junto aos entes federativos, vigilantes à garantia de tudo aquilo a que tem direito". A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou que não irá comentar. Leia a íntegra da carta: "Carta dos Governadores do Nordeste 19 de Julho de 2019 Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população. Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia."
Concurso de Paço do Lumiar é anulado pela Prefeitura
Concurso visava preencher 557 vagas, sendo 242 para cargos em nível superior, 191 em nível médio e 124 no nível fundamental. O maior salário oferecido era de R$ 7.118,77 para o cargo de Procurador do Município. A Prefeitura de Paço do Lumiar anunciou nesta sexta-feira (19) que não vai homologar e decidiu anular o último concurso do Município que visava preencher 557 vagas, sendo 242 para cargos em nível superior, 191 em nível médio e 124 no nível fundamental. O maior salário oferecido era de R$ 7.118,77 para o cargo de Procurador do Município. As provas foram aplicadas pelo Instituto Machado de Assis e realizadas no dia 10 de março (nível fundamental e médio) e 24 de fevereiro (nível superior). Após o resultado, mais de 100 questões chegaram a ser anuladas. A média entre o número de questões anuladas para cada prova oferecida foi de 2,12. De acordo com a prefeitura, no dia da realização das provas, dois candidatos foram presos em flagrante no colégio Pitágoras com celulares contendo o gabarito das provas. Eles teriam confessado a autoria dos delitos e apontaram uma terceira pessoa, da cidade Porção de Pedras, como o responsável de ter enviado as respostas do certame para vários outros candidatos. Ainda segundo a Prefeitura de Paço do Lumiar, cinco candidatos foram identificados pela polícia e também confessaram o recebimento dos gabaritos e foram aprovados no concurso. "Além da comprovação do vazamento de gabaritos, há também um número expressivo de integrantes de algumas famílias de Paço do Lumiar aprovados em várias áreas, fato este que indica mais indícios de fraudes. Tudo está sendo investigado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil do Maranhão", diz o comunicado. Por fim, a prefeitura disse que lamenta o ocorrido e informou que outro concurso será realizado, estando todos os candidatos automaticamente inscritos, sem qualquer despesa adicional.
Homem é condenado a 25 anos de prisão por feminicídio em Penalva
O crime foi registrado em fevereiro de 2018, no povoado São Joaquim. Vítima foi morta com pauladas na cabeça. A Justiça do Maranhão condenou nessa quinta-feira (18) Marcos Barros França, conhecido como Brea, a 25 anos e quatro meses de prisão, pelo crime de feminicídio contra Maria Ivanilde Reis. O crime foi registrado em fevereiro de 2018, no povoado São Joaquim no município de Penalva, localizado a 255 km de São Luís. De acordo com a acusação do Ministério Público, a vítima foi morta a pauladas na cabeça e o crime teria sido motivado por ciúmes. Segundo o promotor Rogernilson Ericeira Chaves, a motivação do assassinato foi considerada torpe, tornando impossível a defesa da vítima. Marcos Barros França deverá cumprir prisão inicialmente em regime fechado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, localizado na zona rural de São Luís.
Prefeitura de Imperatriz é questionada pelo MP e aumenta vagas para deficientes em seletivo
Caso aconteceu em Imperatriz durante processo de seleção de professores. Percentual mínimo passou de 5% para 10% por força de lei e cobrança do Ministério Público. O seletivo municipal para professor em Imperatriz foi alvo de uma ação do Ministério Público o que forçou a prefeitura a mudar o percentual mínimo para candidatos com deficiência de 5% para 10% como prevê a legislação vigente. Falando pelo prefeitura, o secretário municipal de Educação, Josenildo José Ferreira, encaminhou ofício à promotoria garantindo que os editais foram alterados fixando como 10% o percentual mínimo de vagas para os candidatos com deficiência. O objetivo do processo seletivo em questão é a contratação de forma emergencial de professores para atuar nos anos finais do ensino fundamental na zona rural, atendimento educacional especializado em caráter temporário, em salas de recursos, na educação inclusiva da rede pública municipal, tanto na zona rural quanto na zona urbana. As vagas são para professores de matemática, língua inglesa, ledor/transcritor de braile, intérprete de libras, instrutor de libras e professor de atendimento educacional especializado. A recomendação foi iniciativa da 4ª Promotoria de Justiça do Idoso e da Pessoa com Deficiência de Imperatriz. O promotor Joaquim Ribeiro de Souza Júnior disse que tudo começou quando o prefeito Assis Ramos vetou o Projeto de Lei formulado na Câmara Municipal, em maio de 2019, que garantia "no mínimo 10% de reserva das vagas em concursos e seletivos realizados no município a pessoas com deficiência". Mesmo com veto do prefeito, a lei passou, pois foi aprovada pela Câmara como Lei Ordinária Municipal nº1.773/2019. O texto diz as vagas em seletivos para pessoas com deficiência variam de 10% a 20%. "A Câmara não podia, por exemplo, criar cargos ou extingui-los, já que esta é uma atribuição exclusiva do chefe do Poder Executivo. Os vereadores também não podem criar critérios de admissão, como exigir carteiras de motoristas para que os candidatos estejam habilitados a serem servidores públicos. Mas a Câmara pode legislar sobre a porcentagem de vagas destinadas a públicos específicos e amparados por lei, como as pessoas com deficiência", declarou o promotor. Desta forma, os próximos seletivos e concursos realizados na cidade devem seguir o mesmo modelo por força da lei municipal.
MP pede interdição de 22 academias na grande São Luís; Veja a lista
Além da interdição, o Ministério Público do Maranhão requer a citação dos estabelecimentos para uma audiência de conciliação. MP pede interdição de 22 academias na grande São Luís O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) ajuizou uma Ação Civil Pública pedindo a interdição de 22 academias em São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Além da interdição, o MP requer a citação dos estabelecimentos para uma audiência de conciliação. Segundo o Ministério Público, no dia 30 de abril, o Conselho Regional de Educação Física protocolou as denúncias contra as academias informando que os estabelecimentos estavam descumprindo a legislação, mesmo após avisos em uma primeira fiscalização. Segundo os relatórios de vistoria, as academias denunciadas não possuem registro junto ao CREF15/PI-MA, alvará de funcionamento e atestado sanitário. Em muitas delas foi verificada a ausência de profissional registrado no conselho profissional, além da existência de estagiários em situação irregular. Veja a lista de academias irregulares Em São Luís Academia Arena Hulk Academia Black Fit Academia Espaço Fitness Academia Fórmula do Corpo Academia Top Fitness Academia Vinhais Fitness Academia Zeus Ativa Academia Centro de Treinamento e Performance Humana Cardio Fit Studio Cross City Cross Force JB Fitness Laboral Fitness Mais Saúde Fit Academia Moto Fitness Studio BS Training Em São José de Ribamar Academia R7 Academia Vigor Maciel Fitness Pandur Crossfit Em Paço do Lumiar Mamuth Sport Cross
Justiça suspende licitação para contratação de empresa de eventos em Itapecuru
Suspensão de procedimento foi por conta de investigação do Ministério Público que apontou falhas graves no certame. Um processo licitatório para contratar uma empresa de produção de eventos festivos em Itapecuru-Mirim foi suspenso por decisão da Justiça após pedido do Ministério Público do Maranhão. A contratação seria feita pela Secretaria Municipal de Juventude, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo da cidade que fica distante 96 km de São Luís. Segundo a ação do promotor Adriano Trinta Marques, o caráter competitivo do certame foi comprometido por algumas falhas evidentes como o curto prazo disponibilizado entre a divulgação do edital, dia 9 de julho, e a data prevista para o processo licitatório, 15 de julho. O valor em questão é de R$ 584.891. "Houve descumprimento da Constituição Federal, em nítida tentativa de privilegiar participantes, o que invalida o procedimento", disse o promotor. Os argumentos do Ministério Público foram acatados pela juíza Mirella Cezar Freitas, que suspendeu o processo de forma liminar. “Disponibilizou, portanto, em prazo demasiadamente exíguo e em gritante desconformidade com a lei, o que configura grave atentado aos preceitos constitucionais”, disse a juíza. A justiça quer ainda que a prefeitura de Itapecuru-Mirim disponibilize em até cinco dias a cópia completa de todo procedimento licitatório. A multa diária por descumprimento foi fixada em R$ 10 mil.
Categorias

Amizades e Bate-papo

Grupos para WhatsApp de Amizades e Bate-papo

Zueira e Diversão

Grupos para WhatsApp de Zueira e Diversão

Músicas e Vídeos

Grupos para WhatsApp de Músicas e Vídeos

Fã clubes e Famosos

Grupos para WhatsApp de Fã clubes e Famosos

Vagas de empregos

Grupos para WhatsApp de Vagas de empregos

Esportes

Grupos para WhatsApp de Esportes

Livros, Estudos e etc

Grupos para WhatsApp de Livros, Estudos e etc

Animes

Grupos para WhatsApp de Animes

LGBT+

Grupos para WhatsApp de LGBT+

Tecnologia

Grupos para WhatsApp de Tecnologia