×
Grupo no Whatsapp Putaria avontade??

Nome do grupo para WhatsApp:

Putaria avontade??

Categoria do link de grupo para WhatsApp:

Outros

Infomações do grupo para WhatsApp:

Link de Grupo no WhatsApp postado em 11/04/2019;
73 visualizações;
Pontuação de 100pontos.

Descrição do grupo para WhatsApp:

Putaria a vontade

Grupos para WhatsApp App Baixar

Grupos no WhatsApp relacionados:

The World Futa +

The World Futa +

Futaaa

Manda foto da teta no pv

Manda foto da teta no pv

Tudo liberado

d o o o u u

d o o o u u

S D L G 18+ PORNO

MANSION K-IDOL (OFF)

MANSION K-IDOL (OFF)

RPG KPOP (MANSION)

Putaria

Putaria

Sejam bem vindos a um lugar onde vc trans que é safadinho/a pode mandar seus nudes sem medo de represálias ou críticos pois aqui todos amamos ver corpos lindos e perfeitos e nus. Neste ambiente vc que é trans encontrará outros trans que são safadinhos igualmente e que adoram uma conversa. Regras do grupo: 1- ao conversar com o adm no link de permissão mandar um nude da bunda ou corpo todo 2- sejam sinceros e carinhosos 3- apenas trans e meninas trans podem entrar no grupo outros não podem entrar 4- se possivel sempre mandar um nude seu no pv do adm semanalmente isso pode tornar vc adm também 5- respeitem o adm 6- respeitem o grupo 7- APENAS TRANS ENTRAM NO GRUPO 8- HETEROS NÃO ENTRAM E SE ENTRAR É REMOVIDO 9- sejam ativos e carinhosos com o adm pois ele está passando por um fim de relacionamento 10- procurem mandar mensagens de apoio e se puder nudes 11- aquele que mandar mais nudes na semana pode ganhar adm automáticamente 12- o grupo está começando e portanto procurem chamar o maior número de pessoas 13- idade para entrar no grupo: 16 à 21 anos

Grupo de sexo para menina

Grupo de sexo para menina

Video

Últimas nóticias

Fonte: Logo do G1
Governo deve anunciar liberação de saques do FGTS, e previsão é injetar R$ 30 bi na economia
O governo deve anunciar nesta semana a liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O valor ainda não está fechado, mas a previsão da equipe econômica é que a medida resulte na injeção de R$30 bilhões na economia. A liberação valerá para os trabalhadores com contas ativas ou inativas. A medida é tida como uma forma de estimular o consumo e reativar a economia. Em 2016, na gestão Michel Temer, o governo também liberou os saques em contas inativas.
Petrobras e Uruguai alcançam bases de acordo para encerrar concessões no país vizinho
Segundo a empresa, ambas as partes adotarão as providências necessárias para por fim aos litígios pendentes, sem pleitos adicionais de qualquer espécie. O presidente da Petrobras e o presidente do Uruguai chegaram às bases de acordo para encerrar concessões da Conecta e da Distribuidora de Gas de Montevideo no país vizinho até setembro, afirmou a petroleira estatal nesta terça-feira (16). Segundo a empresa, ambas as partes adotarão as providências necessárias para por fim aos litígios pendentes, sem pleitos adicionais de qualquer espécie. A empresa destacou ainda que o Uruguai assumirá as operações de ambas as concessões por meio de instrumentos legais cabíveis, dando continuidade aos serviços. "Para instrumentalizar o acordo, será formado um grupo de trabalho com representantes das partes envolvidas, em articulação com os presidentes", disse a Petrobras em nota. Ao assumir a Petrobras neste ano, Roberto Castello Branco intensificou um plano de venda de ativos, em busca de focar as atividades da empresa em exploração e produção de petróleo em águas profundas e ultraprofundas. O executivo se reuniu com o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, nesta terça-feira, para discutir os próximos passos, segundo explicou a empresa.
Petrobras discutirá com Tabaré Vázquez devolução de concessões de abastecimento no Uruguai
O presidente da Petrobras, Roberto Castelo Branco, irá se reunir com o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, durante a Cúpula do Mercosul, em Santa Fé, na Argentina, com o intuito de devolver as concessões obtidas pela Petrobras em 2004 para atuar no abastecimento de gás no país. O objetivo é já começar a discutir uma transição para o fim da distribuição feita pela empresa, decisão que já foi tomada pelo Conselho Administrativo da estatal. A Petrobras quer sair do país porque a operação tem sido deficitária desde o início, somando mais de US$ 100 milhões de prejuízo para a estatal brasileira nos últimos 13 anos.
Valor da Produção Agropecuária do Brasil é projetado em R$ 602,8 bilhões, alta de 1,1%
Segundo Ministério da Agricultura, índice foi puxado por um avanço de 4,36% na pecuária em relação ao ano passado, com um faturamento previsto em R$ 204 bilhões. O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Brasil em 2019 foi estimado em R$ 602,8 bilhões, um avanço de 1,1% na comparação anual e também acima do número projetado em junho, de R$ 600,93 bilhões, informou em nota o Ministério da Agricultura nesta segunda-feira (15). De acordo com a pasta, a cifra foi puxada por um avanço de 4,36% na pecuária em relação ao ano passado, com um faturamento previsto em R$ 204 bilhões para o setor, impulsionado por bons resultados nas carnes bovina, suína e de frango. "Essa melhoria deve-se especialmente ao mercado internacional favorável às carnes nos últimos 12 meses", disse em nota o coordenador geral de Avaliação de Políticas e Informação, José Gasques. Apenas as exportações de carne bovina do Brasil, por exemplo, avançaram 27% no primeiro semestre de 2019, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). Os números têm sido alavancados principalmente pelos embarques à China, que enfrenta um surto de peste suína africana e, com isso, reduziu o consumo interno das carnes de porco, principal proteína do país, avançando nas aquisições tanto de carnes alternativas, como de frango e bovina, quanto da própria carne suína. Produtos agrícolas em queda Entre os produtos agrícolas, entretanto, o ministério informou uma retração de 0,45% ante 2018. As lavouras somam, nos dados atualizados nesta segunda-feira, um faturamento de R$ 398,8 bilhões. O decréscimo provém de desempenhos desfavoráveis em culturas importantes, como café (queda de 24,1%), soja (-13,2%) e cana-de-açúcar (-8,2%), segundo o ministério. Muito em função da peste suína, a soja enfrenta menor demanda junto a seu principal importador mundial, a China, onde é amplamente utilizada como ração, enquanto o café passa por uma crise de preços no mercado internacional. Por outro lado, a pasta sinaliza bons resultados em produtos como algodão, com um avanço de 17,2%, milho (+18,8%), trigo (+13,6%) e laranja (+11,5%) --não o suficiente, porém, para compensar as baixas. "Um grupo grande de produtos vem tendo resultados melhores do que no ano passado", ponderou Gasques, destacando especialmente o algodão, cuja área plantada avançou 36,2%, motivada por cotações positivas do pluma, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A expectativa da Conab é que as exportações da pluma possam atingir um recorde de cerca de 1,5 milhão de toneladas em 2019, um aumento de 60% na quantidade embarcada ante safra passada.
Banco Pan lidera ranking de reclamações do BC no 2º trimestre de 2019
Lista leva em consideração bancos com mais de 4 milhões de clientes. Bradesco e Santander são, respectivamente, o segundo e o terceiro com mais queixas, segundo o Banco Central. O Banco Pan foi a instituição financeira que mais recebeu reclamações de clientes no segundo trimestre de 2019, informou nesta terça-feira (16) o Banco Central (BC). A lista leva em consideração as queixas contra instituições financeiras com mais de 4 milhões de clientes. Para obter o índice e fazer o ranking, o Banco Central divide o número de reclamações pelo de clientes da instituição e multiplica o valor por 1 milhão. O órgão criou a fórmula para equilibrar as queixas em relação ao tamanho da instituição financeira. Neste levantamento, Bradesco e Santander ficaram, respectivamente, na segunda e na terceira posições dos bancos com mais reclamações no segundo trimestre deste ano. O banco Santander informou que "permanece com total empenho para prestar o melhor atendimento aos clientes e trabalha continuamente na melhoria dos seus processos, ofertas e atendimento, tornando-os mais simples e ágeis para garantir a satisfação dos consumidores com o banco." Por meio de nota, o Bradesco informou que "reduzir os índices de reclamação é objetivo permanente do Banco, assim como oferecer um atendimento de qualidade a todos os clientes e usuários". "O banco desenvolve um extenso programa de análise da origem das manifestações de seus clientes e usuários. Esse trabalho é realizado juntamente com os gestores de produtos, processos e serviços e vem produzindo melhorias na solução e redução das manifestações. Além disso, entre outras ações adotadas estão os constantes investimentos em treinamento do quadro de colaboradores e em infraestrutura. É importante ressaltar que o Bradesco tem uma posição de respeito absoluto ao cliente e aos seus interesses", acrescentou o Bradesco. Reclamações O Banco Central considerou procedentes 701 reclamações de clientes registradas contra o Banco Pan de abril e junho deste ano. A instituição, controlada pelo BTG Pactual e pela Caixa Econômica Federal, tem 4,1 milhões de clientes. Com 99,8 milhões de clientes, o Bradesco teve 2.448 reclamações aceitas pelo Banco Central no mesmo período. Já o Santander, que tem 45,45 milhões de clientes, sofreu 1.080 reclamações consideradas procedentes pela autoridade monetária. O G1 entrou em contato com os três bancos, mas até a última atualização desta reportagem ainda aguardava a resposta do banco Pan.
Gustavo Montezano toma posse como presidente do BNDES
Engenheiro e economista foi escolhido há um mês para substituir Joaquim Levy à frente do banco público. Bolsonaro participou da cerimônia de posse, no Palácio do Planalto. Novo presidente do BNDES toma posse em Brasília O novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), Gustavo Montezano, tomou posse nesta terça-feira (16), em cerimônia no Palácio do Planalto com a presença do presidente Jair Bolsonaro e ministros. Engenheiro e economista, Montezano foi escolhido no mês passado para presidir o banco no lugar de Joaquim Levy, que pediu demissão após Bolsonaro falar que ele estava com a "cabeça a prêmio". Bolsonaro exigiu de Levy a saída do diretor de Mercado de Capitais do BNDES, Marcos Barbosa Pinto. O diretor foi chefe de gabinete de Demian Fiocca na presidência do BNDES (2006-2007). Fiocca era considerado, no governo federal, um homem de confiança de Guido Mantega, ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Após a declaração de Bolsonaro, o próprio Barbosa Pinto pediu demissão – e depois Levy. Gustavo Montezano é indicado para presidir o BNDES Perfil Gustavo Montezano é graduado em engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e tem mestrado em finanças pelo Ibmec. O novo presidente do BNDES tem 17 anos de carreira no mercado financeiro e foi sócio do Banco Pactual, onde atuou como diretor-executivo da área de commodities em Londres e como responsável pela área de crédito, resseguros e "project finance". Antes de assumir a presidência do BNDES, posto na equipe do ministro Paulo Guedes (Economia), Montezano era o secretário especial adjunto de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia. À frente do BNDES, Montezano terá entre suas prioridades privatizações, investimentos em infraestrutura, saneamento e reestruturação financeira de estados e municípios. Quando Montezano teve o nome anunciado, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, declarou que o governo deseja que o BNDES devolva recursos para o Tesouro Nacional e que seja aberta a “caixa-preta do passado” da instituição. Desde a campanha eleitoral Bolsonaro critica empréstimos concedidos pelo BNDES a países como Cuba e Venezuela. Gustavo Montezano é escolhido para substituir Joaquim Levy na presidência do BNDES
Vale ajustará provisões por Brumadinho no resultado do 2° trimestre
Informação vem após acordo entre Ministério Público do Trabalho e a companhia que envolve depósito de R$ 400 milhões pela Vale a título de dano moral coletivo causado a trabalhadores. Brumadinho: MPT e Vale assinam acordo para famílias de mortos de mais de R$ 1 bi no total A mineradora Vale disse que suas provisões relacionadas ao rompimento de uma barragem em Brumadinho (MG) em janeiro devem sofrer "eventuais ajustes" no resultado do 2º trimestre, segundo comunicado nesta terça-feira (16). A informação vem após anúncio na véspera de acordo entre Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais (MPT-MG) e a companhia que envolve depósito de R$ 400 milhões pela Vale a título de dano moral coletivo causado a trabalhadores devido ao incidente, que deixou centenas de mortos. A Vale destacou que havia provisionado R$ 949 milhões (US$ 247 milhões) no resultado do primeiro trimestre, referente a um acordo preliminar assinado com o MPT ainda em fevereiro. "Eventuais ajustes a esta provisão serão realizados no resultado do segundo trimestre a ser divulgado em 31 de julho de 2019, incluindo o depósito de 400 milhões de reais a ser realizado pela Vale a título de dano moral coletivo em 06 de agosto de 2019, o qual ficará à disposição do juízo", afirmou a empresa no comunicado. A Vale disse que o acordo com o MPT também determinou a liberação de um valor de R$ 1,6 bilhão depositado judicialmente em garantia no processo. Initial plugin text
Produção de frangos envolve tecnologia e movimenta R$ 62 bilhões
As granjas brasileiras exigem muitos cuidados. Nos galpões, a higiene e o controle de temperatura são rigorosos. Frango é agro! O frango está no cardápio do brasileiro. Movimenta a economia e traz uma das maiores receitas para o campo: R$ 62 bilhões. As granjas brasileiras exigem muitos cuidados e tecnologia. Nos galpões, a higiene é rigorosa. Quando a temperatura passa do limite, sensores disparam o alarme. O computador controla tudo: a ração no cocho, a umidade e a iluminação especial. A genética apurada garante o crescimento em apenas 42 dias. Frango é proteína boa e barata. Frango é agro!
Pedidos de recuperações judiciais no país caem quase 18% no 1º semestre, diz Serasa Experian
Por outro lado, houve aumento de 39,8% nos pedidos de recuperação entre maio e junho, com um total de 144 requerimentos. Em relação a junho do ano passado, o aumento foi de 45,5%. Foram registrados 618 pedidos de recuperações judiciais no primeiro semestre, queda de 17,9% em relação ao mesmo período em 2018, quando ocorreram 753 requisições. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, "mesmo com o baixo crescimento da economia brasileira, as empresas estão se esforçando para diminuir os níveis de endividamento, que tiveram um alto crescimento durante os anos de 2009 a 2013. Com as taxas de juros mais baixas observadas no mercado de crédito, o risco de insolvência vai se afastando gradativamente". Por outro lado, houve aumento de 39,8% nos pedidos de recuperação entre maio e junho, com um total de 144 requerimentos. Em relação a junho do ano passado, o aumento foi de 45,5%. Serviços foi o mais atingido No primeiro semestre deste ano, o setor de serviços apresentou o maior número de pedidos de recuperação judicial (252), aumento de 0,8% ante 2018. Na comparação mês a mês, o setor também foi o que apresentou o maior número em junho, com um total 58 de requerimentos. Já os setores industriais e comerciais apresentaram queda no primeiro semestre - de 3,7% e 21,4%, respectivamente. Falências seguem caindo Seguindo o padrão visto nos últimos dois anos, o acumulado semestral em 2019 apresentou recuo de 1,2% ante o mesmo período do ano anterior. Até o momento, o indicador totalizou 678 pedidos de falências, comparado com 686 durante os seis primeiros meses de 2018. O número de falências requeridas chegou a 98 em junho, reduzindo 39,9% na variação mensal – maio registrou 163 requisições. Considerando a análise ano a ano, entre 2018 e 2019, o recuo foi de 16,9% nestes pedidos.
Categorias

Amizades e Bate-papo

Grupos para WhatsApp de Amizades e Bate-papo

Zueira e Diversão

Grupos para WhatsApp de Zueira e Diversão

Músicas e Vídeos

Grupos para WhatsApp de Músicas e Vídeos

Fã clubes e Famosos

Grupos para WhatsApp de Fã clubes e Famosos

Series e Filmes

Grupos para WhatsApp de Series e Filmes

Vagas de empregos

Grupos para WhatsApp de Vagas de empregos

Esportes

Grupos para WhatsApp de Esportes

Livros, Estudos e etc

Grupos para WhatsApp de Livros, Estudos e etc

Carros e Motos

Grupos para WhatsApp de Carros e Motos

Todo o Brasil

Grupos para WhatsApp de Todo o Brasil

Vendas e Trocas

Grupos para WhatsApp de Vendas e Trocas

Outros

Grupos para WhatsApp de Outros

Jogos

Grupos para WhatsApp de Jogos

Religioso

Grupos para WhatsApp de Religioso

Tecnologia

Grupos para WhatsApp de Tecnologia